Dia Mundial da Saúde: SINSSP se une às mobilizações por vacina para todos e defesa da vida e do SUS
O SINSSP se une às mobilizações em defesa da vida e do SUS, garantia do trabalho, vacina já para todos e pela quebra das patentes dos imunizantes.

Arte: Edson Rimonatto/CUT

 

No Dia Mundial da Saúde, comemorado nesta quarta-feira (07), o Brasil tem pouco a comemorar e muito para lutar em defesa da vida e da ciência frente a pandemia da Covid-19 e ao negacionismo do governo que sabota o isolamento social, espalha fake News sobre a doença, faz propaganda do tratamento precoce e anda na contramão das orientações das autoridades da área de saúde.

A data foi criada pela ONU (Organização Mundial da Saúde) em 1948 com o intuito de conscientizar a população sobre a preservação da saúde para alcançar uma qualidade de vida. A Organização define o 07 de abril como "a saúde é um estado de completo bem-estar físico, mental e social e não apenas a ausência de doença ou enfermidade".

Porém, diante da maior crise sanitária que o Brasil enfrenta com vários estados com a saúde em colapso, o SINSSP se une as mobilizações marcadas para celebrar o Dia Mundial da Saúde organizada pela CUT (Central Única dos Trabalhadores) e pela Frente Brasil Popular para dialogar com a população sobre o tema “Salvar vidas e proteger o trabalho! Vacinas para todas e todos! Em defesa da quebra de patentes!”.

A mobilização será virtual, para respeitar o distanciamento social, e o convite do sindicato se estende a todos os servidores do INSS que unidos as outras categorias vão dialogar com a população através da informação em defesa da vida e do SUS, garantia do trabalho, vacina já para todos e pela quebra das patentes dos imunizantes.

Use as suas redes sociais e compartilhe o material que o SINSSP vai disponibilizar junto com a hashtag principal deste dia: #SUSSalvaVidaEleNão. Um tuitaço está programado para às 11h.

Além das redes sociais, a CUT e os movimentos sociais que fazem parte da Frente Brasil Popular farão mobilizações com atos simbólicos, com no máximo 10 pessoas, em locais estratégicos com panfletagens e cartazes para conscientizar a população e estão programados para acontecer a partir das 9h.

A CUT realizará também uma live, às 19h, nas redes sociais da central (Facebook e Youtube) para debater o atual cenário brasileiro. Entre os convidados, o senador, médico e ex-ministro da Saúde, Humberto Costa (PT), o médico sanitarista e pesquisador da Fiocruz Claudio Maierovitch, e Fernando Pigatto, presidente do Conselho Nacional de Saúde. Pela CUT participam a secretária de Saúde do Trabalhador da Central, Madalena Margarida Silva, e Antonio Lisboa, secretário de Relações Internacionais.

Faça parte desse movimento no Dia Mundial da Saúde para “Salvar vidas e proteger o trabalho! Vacinas para todas e todos! Em defesa da quebra de patentes!”.

Fonte: Imprensa SINSSP

Para ter acesso às notícias do Sinssp no seu celular cadastre nosso WhatsApp (11) 9 89329730, envie “quero ficar informado” e fique por dentro de todas as novidades e informações da categoria.