A beira do caos – o INSS tem salvação?

Se não houver um choque de gestão a única saída para o INSS será a de baixar as portas.