Sistema Cantareira desce a 39,7% da capacidade e entra em estado de alerta
Sabesp deve reduzir retirada.

Reprodução/EBC

 

O sistema Cantareira entrou em estado de alerta. Ele chegou a 39,7% de sua capacidade nesta segunda-feira (30). Com isso, o principal reservatório de abastecimento de água da Grande São Paulo registra seu pior índice desde 2016.

Seguindo os parâmetros da Agência Nacional de Água, o reservatório saiu da faixa de atenção, quando se opera entre 40% e 60% de sua capacidade total. Agora, a Sabesp só poderá retirar 27 metros cúbicos por segundo do Cantareira.

Os dados da própria Sabesp apontam que o atual volume do reservatório está bem abaixo do que no período pré-crise hídrica de 2013, quando o sistema registrava 53,6% de sua capacidade ocupada no mesmo dia 30 de julho daquele ano.

Na última sexta (27), especialistas alertaram à RBA que a Grande São Paulo corre o risco de entrar em uma nova crise hídrica,  já que a Sabesp e o governo de São Paulo não adotaram medidas para enfrentar o período de seca na capital. Só neste mês, a pluviometria acumulada no Cantareira foi de apenas 2,1 milímetros de chuva, enquanto a média de julho é de 48 milímetros.

Fonte:Rede Brasil Atual

Para ter acesso às notícias do Sinssp no seu celular cadastre nosso WhatsApp (11) 9 76147199, envie “quero ficar informado” e fique por dentro de todas as novidades e informações da categoria.