Contas de luz da Eletropaulo ficarão 15,8% mais caras a partir desta quarta (4)
Aumento vale para moradores e empresas da capital e Região Metropolitana.

Roberto Parizotti/CUT

 

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) aprovou aumento médio de 15,84% nas tarifas da distribuidora Eletropaulo e, a partir desta quarta-feira (4), as tarifas de energia estarão mais caras para as 17 milhões de pessoas – 7,2 milhões de unidades consumidoras - que vivem na capital e na Região Metropolitana de São Paulo.

 Os consumidores residenciais e pequenos comércios (baixa tensão) arcarão com um aumento de 15,14% nas contas de luz. Os consumidores industriais (alta tensão) terão um reajuste maior, de 17,67%.

Segundo a Aneel, o faturamento da Eletropaulo com consumo de energia elétrica na rede rende por ano R$ 13,9 bilhões. A composição de custo da tarifa da distribuidora paulista mostra que 33,1% são gastos na compra da energia; 26,6% em tributos - 21,4% de ICMS e 5,2% de PIS/Cofins; 17,4% de encargos setoriais; 15,4% de custo de distribuição e 7,5% de custo de transmissão.

Confira as cidades atendidas pela Eletropaulo:

Barueri

Cajamar

Carapicuíba

Diadema

Cotia

Embu

Embu-Guaçu

Itapecerica da Serra

Itapevi

Jandira

Juquitiba

Mauá

Osasco Pirapora do Bom Jesus

Ribeirão Pires

Rio Grande da Serra

Santana do Parnaíba

Santo André

São Bernardo do Campo

São Caetano do Sul

São Lourenço da Serra

São Paulo

Taboão da Serra

Vargem Grande Paulista.

 

Fonte:CUT Nacional

Para ter acesso às notícias do Sinssp no seu celular cadastre nosso WhatsApp (11) 9 76147199, envie “quero ficar informado” e fique por dentro de todas as novidades e informações da categoria.